Início / Destaque / Nova ferrovia ligando Minas ao Espírito Santo já tem projeto definido
67D87735-F2C3-47B8-96C1-E454BD9D27D1

Nova ferrovia ligando Minas ao Espírito Santo já tem projeto definido

Tito Torres participou nesta quinta-feira (17) de reunião técnica com a empresa Petrocity Portos S.A e o governo do Espírito Santo para apresentação do projeto da Estrada de Ferro Minas-Espírito Santo (EFMES). O encontro, realizado no Palácio Anchieta, em Vitória, contou com a presença do governador capixaba Renato Casagrande e do diretor presidente da Petrocity, José Roberto Silva. Tito Torres foi convidado para conhecer a iniciativa que terá importante impacto em Minas Gerais.

No encontro foram apresentados detalhes do projeto da nova ferrovia, que ligará a cidade de São Mateus (ES) a Sete Lagoas (MG) para transporte de cargas em geral e com a expectativa de gerar cerca de 3.500 empregos em Minas e mais de mil no Espírito Santo. Ainda durante a reunião foram assinados os contratos com os representantes das empresas responsáveis pela implantação do Centro Portuário São Mateus (CPSM), outro empreendimento da Petrocity cujas obras deverão começar ainda este ano.

“Estou otimista com esse projeto que poderá fazer a diferença na infraestrutura do nosso Estado. A ferrovia vai facilitar e ampliar o escoamento da produção industrial diminuindo os custos. Além disso, vai contribuir para interiorizar o desenvolvimento da economia, especialmente nas regiões do Médio Piracicaba e Vales do Jequitinhonha e Mucuri”, diz Tito Torres. O projeto será protocolado na próxima semana junto à Empresa de Planejamento e Logística, ligada à Presidência e responsável pelo Plano Nacional de Logística (PNL). A previsão é que as obras comecem em 2021 e sejam finalizadas em 2025.

De acordo com José Roberto Silva, a ferrovia está ligada ao Centro Portuário São Mateus (CPSM) e vem suprir a necessidade de escoamento da produção de indústrias do norte do Espírito Santos e do interior de Minas. Estão planejadas cinco Unidades de Transbordo e Armazenamento de Cargas (Utacs) ao logo dos 553 km da nova ferrovia. No Espírito Santo terá a unidade de Barra de São Francisco e as demais estão em Minas: Governador Valadares, Santa Maria de Itabira, Aeroporto de Confins e Sete Lagoas.

O objetivo é que a EFMES utilize tecnologia de ponta, com vagões e locomotivas com energia elétrica e solar nos escritórios do empreendimento. Os trens deverão ser equipados com monitoramento remoto e piloto automático. Não está previsto o transporte de passageiros, mas segundo José Roberto Silva, se houver demanda não há impedimento de incluir esta modalidade no projeto.

Além disso, verifique

Lideranças do Médio Piracicaba em encontro no Dnit

Obras paralisadas na BR-381 pautam encontro no Dnit

Obras paralisadas na BR-381 motivaram reunião na Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de ...