Início / Notícias / Deputado quer debater a situação das feiras itinerantes no Estado

Deputado quer debater a situação das feiras itinerantes no Estado

Atendendo pedidos de representantes da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL) e do comércio em geral, o deputado Tito Torres apresentou requerimento na Assembleia Legislativa de Minas Gerais solicitando que seja realizada Audiência Pública na Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo da Casa, objetivando debater as questões relativas às realizações de feiras itinerantes em diversos municípios de Minas Gerais. A requisição foi aprovada e aguarda agendamento.

Segundo o deputado, os comerciantes em geral há anos vem lutando para proibir a realização das feiras itinerantes. “Tendo em vista os grandes prejuízos causados aos setores empresarial, industrial e comercial, legalmente estabelecidos e aos cofres públicos do Estado, iremos debater o tratamento igual, tanto em questões de tributos como de fiscalização, para que o comércio local não saia perdendo”, explica Tito Torres.

Em reunião com a diretoria do CDL- João Monlevade, comerciantes locais e o presidente da CDL-Itabira, Maurício Henrique Martins, na tarde da última sexta-feira (13/11), foi ressaltada a concorrência desleal ao comércio local, já que os feirantes não são obrigados sequer emitir nota fiscal. “Isso caracteriza evasão de impostos e acreditamos que o Estado não quer abrir mão desta receita”, afirma Luiz Eugênio Oliveira, presidente do CDL de João Monlevade.

Além disso, verifique

Área da Saúde é beneficiada com mais de R$ 18 milhões através do trabalho de Tito Torres em 2021

Unidades Básicas de Saúde e hospitais com estoque de insumos e materiais hospitalares em dia. Treze ambulâncias para transporte de pacientes e acompanhantes, além de cinco aparelhos de tomografia para hospitais de referência em diferentes regiões de Minas. Este foi o saldo do trabalho de Tito Torres para a área da saúde em 2021. Ao todo, a atuação do deputado garantiu mais de R$ 18 milhões para prefeituras e entidades hospitalares.

Deixe uma resposta