Início / Notícias / Tito Torres destaca necessidade de ação conjunta para duplicação da BR-381
Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas - debater as obras de duplicação da Rodovia BR-381 e a ponte que liga os Municípios de Coronel Fabriciano e Timóteo.

Tito Torres destaca necessidade de ação conjunta para duplicação da BR-381

A possibilidade de corte de recursos para a duplicação da BR-381 no Estado marcou a audiência pública da Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas nesta terça-feira (26/9/17). Os cortes que o Governo Federal tem feito em várias áreas é motivo de preocupação e gera o temor de novas paralisações nas obras da rodovia.

Entre Belo Horizonte e Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, são 303 quilômetros da BR-381. As intervenções  começaram em 2014 e, atualmente, as obras são realizadas em dois trechos pela Empresa Construtora Brasil. Outros seis lotes seriam trabalhados pela empresa espanhola Isolux Corsán, mas os contratos foram rescindidos pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) pela não execução dos serviços, o que tem gerado processos para apuração de responsabilidades.

O deputado Tito Torres lamentou a ausência de representante do Dnit na audiência e destacou a necessidade da união entre diferentes poderes em prol da BR 381. “Infelizmente o DNIT não enviou representantes para nos posicionar sobre os projetos da rodovia. Mas foi uma oportunidade para somarmos forças para que as obras continuem avançando. É fundamental mobilizar o poder público e o judiciário para que junto com as empresas executoras encontrem soluções para os entraves que paralisam as obras. Precisamos do empenho em várias frentes. O legislativo, o judiciário, o Governo Federal, as lideranças locais devem estar unidos para que possamos ver em breve essa estrada, enfim, duplicada. Com certeza várias vidas serão poupadas, sem contar a importância fundamental que a rodovia tem para a economia de nosso Estado”, destacou o parlamentar.

Empresa explica obras em dois trechos

O gerente de Planejamento da Empresa Construtora Brasil, Jorge Luiz Pereira Cançado, destacou a intenção de realizar as obras com a maior brevidade possível, de acordo com a possibilidade orçamentária. “Dependemos apenas de recursos. Temos trazido as melhores tecnologias”, falou.

A empresa é responsável pela duplicação dos lotes: entroncamento da MG-320 para Jaguaraçu, Antônio Dias até Ribeirão Prainha, em Nova Era (Região Central do Estado), com 30 quilômetros; e Barão de Cocais (Região Central) a Caeté (RMBH), com 37 quilômetros.

Ele relatou que esse primeiro trecho está cerca de 3% concluído. Já o segundo está quase 50% concluído. Em 2017, foram executados em torno de R$ 135 milhões e há ainda o planejamento de outros R$ 130 milhões para este ano. As obras previstas para os lotes em 2018 demandarão recursos da ordem de R$ 500 milhões.

Tito Torres cumprimentou a empresa pelo compromisso que tem demonstrado com a obra. “Passo pela rodovia toda semana e percebo como a obra está sendo bem realizada. A construtora tem trabalhado dia e noite e executando um trecho difícil e tem impressionado bastante”, disse.


Além disso, verifique

m_ambulância

Municípios já podem solicitar ambulância ao Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde liberou R$ 520 milhões para aquisição de 6,5 mil ambulâncias brancas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>