Início / Notícias / Associação Folia da Vaca Mineira é declarada de utilidade pública

Associação Folia da Vaca Mineira é declarada de utilidade pública

A proposição 2.157 de 2015, de autoria do deputado Tito Torres, que declara de utilidade pública a Associação Social e Cultural Folia da Vaca Mineira de João Monlevade, foi sancionada pelo governador de Minas gerais nesta quarta-feira (02/12), portanto, se tornou a Lei 21863.

Para Tito Torres, ter o projeto de lei sancionado significa poder proporcionar aos membros da associação uma melhor condição de trabalho. “A Associação não distribui lucros, vantagens ou bonificações a dirigentes, associados ou mantenedores, sob nenhuma forma, destinando toda sua renda ao atendimento beneficente e gratuito de suas finalidades”, ressaltou o parlamentar.

Foto: Facebook/Prefeitura de João Monlevade.
Foto: Facebook/Prefeitura de João Monlevade.

O Grupo foi criado em 26 de agosto de 2004, em João Monlevade, com o propósito de promover uma melhor expectativa de vida para aposentados, com intuito de resgatar o motivacional através de atividades físicas e artesanato. Em 2007, Terezinha Miranda decidiu junto aos membros do grupo introduzir as novas atividades como meio de integração social: Teatro, dança e música. Assim nasceu o Projeto “Associação Social e Cultural Folia da Vaca Mineira”, cujo objetivo é o de resgatar através das artes cênicas, música e dança a história cultural e das vivências dos antepassados repassados via oralidade e seu canto.

Além disso, verifique

Área da Saúde é beneficiada com mais de R$ 18 milhões através do trabalho de Tito Torres em 2021

Unidades Básicas de Saúde e hospitais com estoque de insumos e materiais hospitalares em dia. Treze ambulâncias para transporte de pacientes e acompanhantes, além de cinco aparelhos de tomografia para hospitais de referência em diferentes regiões de Minas. Este foi o saldo do trabalho de Tito Torres para a área da saúde em 2021. Ao todo, a atuação do deputado garantiu mais de R$ 18 milhões para prefeituras e entidades hospitalares.

Deixe uma resposta