Início / Destaque / TITO TORRES SOLICITA AO MEC AUTORIZAÇÃO PARA CURSO DE MEDICINA EM MONLEVADE
m_MEC_7116

TITO TORRES SOLICITA AO MEC AUTORIZAÇÃO PARA CURSO DE MEDICINA EM MONLEVADE

Atendendo solicitação da prefeita Simone Carvalho, o parlamentar esteve em Brasília nesta terça-feira (12/9) para discutir a abertura do curso na cidade

A instalação do curso de Medicina em João Monlevade pode se tornar realidade após reunião do deputado Tito Torres com a secretária-executiva do Ministério da Educação (MEC), Maria Helena de Castro. O deputado esteve em Brasília, nesta terça-feira (12/9), para uma audiência com a secretária acompanhado do senador Anastasia e do deputado federal Rodrigo de Castro. O pedido de instalação do curso de bacharelado em medicina na cidade atende ao interesse manifestado pela prefeita, Simone Carvalho.

A secretária-executiva, Maria Helena de Castro, foi muito receptiva à demanda e a solicitação já está protocolizada no Ministério da Educação para despacho do Ministro Mendonça Filho. O senador Anastasia ficou confiante com o resultado da reunião. “Essa é uma demanda importante para o município que poderá beneficiar os moradores de toda a região. Tenho certeza que o Ministério realizará os esforços necessários nesse sentido”, disse o senador.

Tito Torres destacou o potencial e infraestrutura da cidade para receber o curso. “Monlevade dispõe de equipamentos, programas e unidades de atendimento à saúde, além do Hospital Margarida que pode ser certificado como hospital de ensino”, explicou o parlamentar. Requisitos comumente exigidos para autorização de abertura de cursos de medicina já são cumpridos por João Monlevade. Dentre estes indicadores estão o número de leitos do SUS, existência de pronto-socorro, de pelo menos três programas de residência médica nas especialidades prioritárias, e hospital de ensino ou unidade hospitalar com mais de 90 leitos, são alguns dos pontos favoráveis à Monlevade.

Já o deputado federal Rodrigo de Castro falou da necessidade de garantir novos polos de formação médica. “A região de João Monlevade, que tem mais de 370 mil habitantes, pode e precisa ter uma faculdade de medicina para facilitar o acesso dos estudantes ao curso e descentralizar este tipo de ensino. Monlevade tem a estrutura necessária para sediar uma faculdade de medicina”, afirmou Rodrigo de Castro. Seguindo esta mesma linha, Tito Torres acredita que a instalação do curso de medicina na cidade pode, ainda, contribuir para a melhoria da rede médico-hospitalar. “A formação de médicos em Monlevade pode ajudar a equilibrar regionalmente o número de profissionais por habitantes facilitando a fixação desses profissionais em Monlevade e cidades vizinhas”, afirmou.

Além disso, verifique

Abastecer vai ficar mais caro

Abastecer vai ficar mais caro em Minas a partir de janeiro

Com a nova lei, litro de gasolina e álcool terá aumento de 2%. IPVA de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>