Início / Destaque / Tito Torres defende que fábrica de lítio vá para o Vale do Jequitinhonha
sigma-Mineração-696x415

Tito Torres defende que fábrica de lítio vá para o Vale do Jequitinhonha

Deputado Tito Torres tem se esforçado para reverter a decisão do governo de Minas e levar para o Vale do Jequitinhonha a fábrica de células de bateria de lítio-enxofre. “Afinal, é no Vale que se encontra a reserva desse mineral, considerado o petróleo do futuro”, afirma o parlamentar. Na sexta-feira (22/05), o governador Romeu Zema anunciou que a fábrica de células de bateria de lítio-enxofre, projeto do Governo de Minas em parceria com a iniciativa privada, será implantada em Juiz de Fora, quase 800km de distância do ponto de extração do mineral.

Tito Torres se reuniu no dia 27/05 com o secretário de Governo, Igor Eto, para conversarem sobre a questão. No dia 28/05, a conversa foi com o governador Romeu Zema, numa reunião remota com a participação do secretário e deputado federais e estaduais. Nosso objetivo foi fazê-lo rever a decisão e reconhecer que o Vale do Jequitinhonha merece e precisa receber a fábrica. “Fechamos nossas telas com a promessa de que o Governo irá realizar um estudo técnico para avaliar a viabilidade da mudança das instalações da fábrica para seu merecido lugar, o Vale do Jequitinhonha”, afirma o parlamentar.

Desde a descoberta da reserva do mineral, 17 cidades do Vale do Jequitinhonha alimentam expectativas para criação de um parque industrial na região, tradicionalmente conhecida por deter o menor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de Minas Gerais. No solo de lá, o lítio é encontrado com teor de 1,47%, índice que chega a 6% após o beneficiamento, considerado um dos melhores do mundo. O lítio é utilizado na produção de baterias de carros e ônibus elétricos, além de baterias para telefones celulares, tablets, drones e vários outros.

“Levando em consideração todos os benefícios em longo prazo, não faz sentido optar pela implantação da fábrica em outro local que não seja o Vale do Jequitinhonha. Além do principal, que é contribuir para o desenvolvimento social e melhoria das condições de vida de muitas famílias mineiras, o custo de produção e de escoamento será menor se acontecer no mesmo local onde é feita a exploração”, explica Tito Torres.

Além disso, verifique

Imagem de Capri23auto por Pixabay

UEMG de Monlevade ganha curso de Engenharia Mecânica

Através da articulação do deputado Tito Torres junto ao Governo de Minas e à Reitoria ...