Início / Notícias / Comissão define eventos em defesa de pessoas com deficiência
m_DSC9460-Cópia

Comissão define eventos em defesa de pessoas com deficiência

Até o início de abril, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) deverá realizar eventos para discutir políticas públicas direcionadas a pessoas com doenças raras, síndrome de Down, transtornos do espectro do autismo e o alfabeto Braille. A agenda foi definida nesta terça-feira (20/2/18) pela Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, da qual o deputado Tito Torres é membro efetivo. Os eventos foram definidos em conjunto com representantes de entidades.

Já na próxima semana, foi definida a realização de um evento na quarta (28), para discutir a situação das pessoas que sofrem com doenças raras. A data oficial referente ao tema é o dia 29 de fevereiro, que ocorre apenas nos anos bissextos, o que não acontece em 2018. Por esse motivo, foi escolhida uma data alternativa.

Síndrome de Down – O evento seguinte deverá ser no dia 21 de março, Dia Internacional da Síndrome de Down. Foi definida a participação do presidente do Instituto Mano Down, Leonardo Gontijo Gomes, que defendeu o aprimoramento da legislação sobre o tema. Ele citou a experiência de sua própria família, uma vez que tem um irmão com síndrome de Down, Eduardo Gontijo, que é músico.

Já em 26 de março, ficou para ser confirmada uma audiência pública sobre o Dia Estadual das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), que é comemorado um dia antes.

Autismo – O evento será a Semana Estadual de Conscientização sobre os Transtornos do Espectro do Autismo, prevista na Lei 22.419, de 2016. As ações começam no dia 2 de abril, logo após o domingo de Páscoa. Nessa data, será realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte o encontro “Autismo – Quem faz o que em BH”, com o objetivo de discutir a lei municipal que trata do tema.

Na ALMG, foi programada para 4 de abril uma audiência pública com representantes de órgãos governamentais do Estado e da Capital sobre possíveis melhoras nas políticas públicas voltadas para esse segmento.

Outros eventos estão sendo agendados ao longo da semana, para discutir saúde e educação dos autistas, vida profissional e sua contribuição para a sociedade. Serão encontros no Centro de Referência da Juventude e na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de uma comemoração na Praça da Assembleia, no dia 8 de abril.

Também no dia 8, é comemorado o Dia Nacional do Braille, alfabeto para deficientes visuais. Em função disso, foi programada uma agenda para 10 de abril. Pela manhã, deverá acontecer uma visita ao Instituto São Rafael, para educação de deficientes visuais, em Belo Horizonte. À tarde, ocorrerá uma audiência com representantes do instituto e a escritora Elisete Lisboa, que é deficiente visual.

 

Além disso, verifique

Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária - analisa proposições da comissão

STF dá prazo de 10 dias para Governo de Minas explicar retenção de recursos do IPVA

Tito Torres destaca que o atraso no repasse desse recurso complica situação financeira dos municípios ...