Início / Destaque / Copasa já está fazendo estudos para não faltar água em Barão de Cocais

Copasa já está fazendo estudos para não faltar água em Barão de Cocais

Lideranças da cidade de Barão de Cocais se reuniram nesta segunda-feira (01/04), com Rômulo Perilli, diretor de Operação Metropolitana da Copasa para conversarem sobre um plano para abastecimento de água na cidade, caso haja o rompimento da barragem da mina de Gongo Soco, da Vale. Um possível rompimento afetaria o rio São João, de onde é captada 100% da água que abastece o município. Participaram do encontro o deputado estadual Tito Torres, o deputado federal Rodrigo de Castro, o ex-prefeito Geraldo Abade e os vereadores Lúcio Pastor e Sebastião Eustáquio do Santos.

“A iminência do rompimento da barragem chamou nossa atenção para um outro grave problema, o desabastecimento total de água em Barão de Cocais. A Copasa e a Vale precisam estar preparadas para isso, oferecendo alternativas para a população. A Copasa já tem um mapa da área possivelmente atingida e está fazendo estudos para que não falte água. É um momento difícil e todos precisam estar preparados para minimizar os danos dessa possível catástrofe”, explicou o deputado Tito Torres.

O ex-prefeito de Barão de Cocais, Geraldo Abade, disse que apenas no município cerca de 32 mil pessoas serão afetadas com o desabastecimento, caso a barragem se rompa e os rejeitos cheguem ao rio São João. “A Copasa e a Vale precisam realizar estudos e projetos que possam ser implantados com a urgência que um possível colapso na estrutura exige. Uma sugestão é a captação através de poços artesianos, por exemplo”, afirmou Abade.

Perilli afirmou que ainda nessa segunda-feira irá se encontrar com a diretoria da Vale para tratar dessa e de outras questões.

WhatsApp Image 2019-04-01 at 12.31.12

Além disso, verifique

Logomarca do projeto Recomeça Minas

Aprovado plano que pretende incentivar a economia mineira

De autoria de todos os parlamentares, o Projeto de Lei (PL) 2.442/21, que traz o ...