Início / Destaque / Copasa já está fazendo estudos para não faltar água em Barão de Cocais
WhatsApp Image 2019-04-01 at 12.34.11

Copasa já está fazendo estudos para não faltar água em Barão de Cocais

Lideranças da cidade de Barão de Cocais se reuniram nesta segunda-feira (01/04), com Rômulo Perilli, diretor de Operação Metropolitana da Copasa para conversarem sobre um plano para abastecimento de água na cidade, caso haja o rompimento da barragem da mina de Gongo Soco, da Vale. Um possível rompimento afetaria o rio São João, de onde é captada 100% da água que abastece o município. Participaram do encontro o deputado estadual Tito Torres, o deputado federal Rodrigo de Castro, o ex-prefeito Geraldo Abade e os vereadores Lúcio Pastor e Sebastião Eustáquio do Santos.

“A iminência do rompimento da barragem chamou nossa atenção para um outro grave problema, o desabastecimento total de água em Barão de Cocais. A Copasa e a Vale precisam estar preparadas para isso, oferecendo alternativas para a população. A Copasa já tem um mapa da área possivelmente atingida e está fazendo estudos para que não falte água. É um momento difícil e todos precisam estar preparados para minimizar os danos dessa possível catástrofe”, explicou o deputado Tito Torres.

O ex-prefeito de Barão de Cocais, Geraldo Abade, disse que apenas no município cerca de 32 mil pessoas serão afetadas com o desabastecimento, caso a barragem se rompa e os rejeitos cheguem ao rio São João. “A Copasa e a Vale precisam realizar estudos e projetos que possam ser implantados com a urgência que um possível colapso na estrutura exige. Uma sugestão é a captação através de poços artesianos, por exemplo”, afirmou Abade.

Perilli afirmou que ainda nessa segunda-feira irá se encontrar com a diretoria da Vale para tratar dessa e de outras questões.

WhatsApp Image 2019-04-01 at 12.31.12

Além disso, verifique

sEVOR4

Sevor recebe certificação dos Bombeiros

O Serviço Voluntário de Resgate (Sevor), de João Monlevade, agora está credenciado a continuar atuando ...